MUNDO NET

bgjnejr produções

40 Dicas e Conselhos de Comportamento na Internet


1 - Ao postar um comentário em um blog, respeite os outros, seja educado e escreva algo interessante. Não peça parcerias de troca de links, nem faça propaganda do seu site. Comentários do tipo "Gostei, visite também meu site..." são dispensáveis e só mostram falta de profissionalismo de quem escreveu.
2 - Quando for postar um texto na Internet, seja em fóruns, comentários de blogs, redes sociais ou até mesmo em chats, evite escrever tudo com letras maiúsculas, porque isso dá a sensação de que você está gritando ou bastante irritado.
3 - Tenha em mente que o Twitter não é uma rede social igual ao Orkut, que tem por objetivo fazer amigos e entrar em contato com pessoas próximas. A finalidade do Twitter é basicamente compartilhar informações em tempo real, embora possa ser usado para outros propósitos. Então, se você seguir alguém, não espere que a pessoa te siga de volta.
4 - Ao receber correntes de e-mail, nunca repasse para os seus contatos. Não acredite nessas histórias de que você vai encontrar o amor da sua vida se encaminhar a mensagem para 7 pessoas. Além disso, não acredite que você foi sorteado para ganhar um prêmio milionário pela loteria americana. Também, fique sabendo que o banco nunca vai pedir sua senha e nunca vai solicitar que instale um arquivo executável para atualizar seus dados cadastrais. Apague sem dó e-mails desse tipo.
5 - Evite ver imagens fortes na Internet, como fotos de acidentes, doenças, cenas de crimes, cadáveres, cenas de tortura, pessoas decapitadas, atropeladas, esquartejadas, acidentadas, ensanguentadas. Não faz bem à saúde mental. Com o tempo, pode causar depressão, síndrome do pânico ou até mesmo desejo de suicídio.
6 - Se alguém te ofender na Internet, por exemplo se publicar uma foto sua com uma legenda negativa, primeiramente mantenha a calma. Não se vingue, não tente fazer o mesmo, pois dessa forma estaria se igualando ao nível do inimigo. Procure o site onde foi insultado e entre em contato com os responsáveis. Geralmente em redes sociais ou sites de hospedagem gratuita, há um link chamado "denúncia", através do qual você relata o ocorrido para que as devidas providências sejam tomadas.
7 - Não crie discussões na Internet. Em uma troca de agressões verbais, ambas as partes saem no prejuízo: perdem tempo, demonstram falta de controle emocional, falta de respeito com o próximo, falta de educação e, sobretudo, um comportamento infantil. Mantenha a calma, não responda a insultos, porque muita gente só está online para provocar discórdia entre os membros de uma comunidade virtual (trolls).
8 - Não visite sites com conteúdo pornográfico(exceto aquele que você tenha confiança). Além de correr um risco de infectar seu computador por um programa espião, você perde seu tempo, polui sua mente e ajuda a alimentar a prostituição e pedofilia ao redor do mundo. Aproveite o tempo livre para fazer cursos gratuitos direto da Internet, inclusive inglês e informática avançada (edição de imagem, edição de vídeo, etc.).
9 - Não participe de comunidades no Orkut que fazem apologia à violência, às drogas ou ao preconceito. Tenha sempre bom senso ao publicar qualquer coisa na web. Em casos extremos, mediante ordem judicial, o Google pode revelar os dados pessoais dos usuários à Polícia Federal, para que sejam punidos rigorosamente dentro da Lei.
10 - Ao copiar um texto da web para colar em outros sites, inclusive em fóruns, lembre-se de citar a fonte inserindo um link para o artigo original. Não escreva algo como "Fonte: www.google.com.br". E lembre-se: conteúdo duplicado não acrescenta absolutamente nada à Internet. Seja original, não cometa plágio, estude diariamente para ter capacidade intelectual de redigir seus próprios textos.
11 - Cuide da sua privacidade na Internet. Evite publicar número de telefone, e-mail e endereço residencial. Em hipótese nenhuma divulgue o número de seus documentos. Pense duas vezes antes de publicar uma foto. Bandidos virtuais não existem só em filmes, existem pessoas de verdade que caçam dados pessoais em páginas web para aplicar golpes.
12 - Mantenha todos os softwares atualizados, principalmente o antivírus, o antispyware e o navegador web. Cuidado com arquivos executáveis (.exe, .com), arquivos compactados (.zip), proteções de tela (.scr) e arquivos de script (.bat, .vbs). Só faça download a partir de sites confiáveis.
13 - Cuide da saúde do seu computador. Quando receber um link de um desconhecido e não conseguir conter a curiosidade, cheque o endereço com um antivírus online antes de acessar a página. Lembre-se: uma URL (endereço da web) que termina em .jpg não é uma imagem necessariamente. Pode ser desde um documento do Word até mesmo um arquivo executável, uma vez que o que define o tipo de um arquivo na Internet não é a terminação, mas sim o MIME type.
14 - Cuidado com sites que contêm números de série de aplicativos (serial numbers), cracks para validar programas pagos, torrents, programas modificados, mp3 pirata. A maioria desses sites está infestada de aplicativos maliciosos que podem danificar o sistema operacional.
15 - Você que navega bastante na web, já deve ter se deparado com centenas de páginas falsas de banco (phishing) que tentam roubar a senha de clientes ingênuos. Não deixe que o crime cibernético se espalhe mais ainda, faça um favor a comunidade digital denunciando os sites maliciosos.
16 - Sempre que receber um e-mail (legítimo), mesmo que seja apenas um elogio, responda o mais rápido que puder. É extremamente irritante ficar semanas esperando por uma simples resposta de e-mail, que pode ser redigida em menos de um minuto.
17 - Em redes sociais - como Orkut, Twitter e Facebook - jamais crie um perfil fake, seja para uma pessoa famosa ou não. Além de ser muita falta de respeito, constitui crime tentar se passar por outra pessoa, mesmo que seja apenas na brincadeira. Se quer ser engraçado, crie um perfil de humor para divulgar suas piadas a quem interessar.
18 - Tenha muita cautela com o conteúdo da Internet. Existem muitos sites com artigos sobre remédios caseiros, escritos por pessoas sem nenhum conhecimento médico. Há muitos histórias falsas circulando na rede, então pesquise em fontes reconhecidamente confiáveis antes de repassar informações a terceiros.
19 - Não passe muitas horas na web de bobeira. Se não tem nada de útil para fazer, desconecte um pouco, vá ler um livro, organize seus pertences, dê um passeio, coloque a matéria da escola ou faculdade em dia, ouça algumas músicas. Não permita que a Internet se torne mais importante que sua vida.
20 - Pelo menos uma vez por semana, faça a manutenção no seu computador, isto é, faça backup dos seus arquivos; atualize os seus aplicativos e desinstale aqueles que não estiverem em uso; limpe os arquivos temporários do HD; otimize o registro do Windows; desfragmente o disco; escaneie as pastas do sistema com o antivírus atualizado. Lembre-se também de fazer a limpeza física, removendo a poeira acumulada na parte de trás do gabinete.
21 - Cuidado com o botão "Estou com sorte" do Google, visto que ao clicar nele, você é redirecionado automaticamente para o site correspondente ao primeiro resultado da busca. E dependendo do que você digitar, pode parar em uma página indevida, com imagens chocantes, com conteúdo proibido para menores, com ameaças sérias ao PC, etc.
22 - Quando estiver usando o computador em um local público, como no trabalho, na escola, na faculdade ou em uma lan house, e for pesquisar imagens no Google, independente da busca, deixe sempre marcada a opção SafeSearch > Restrito. Isso evita que apareçam imagens desagradáveis na tela, que podem chamar a atenção das pessoas que estiverem atrás de você.
23 - O Twitter, se usado da maneira correta, pode ser uma grande fonte de conhecimento. Não poste coisas inúteis, coisas que você está fazendo em determinado momento, como "estou cagando", "estou vendo o bbb", "tô baixando o office 2010", "que tédio!". Se quiser seguidores reais, compartilhe coisas legais, como o link para um curso gratuito, uma apostila para download, promoções que estão rolando na web, etc.
24 - Nunca envie um documento .doc anexado no e-mail. Converta para .pdf, já que a pessoa pode não ter o Word instalado no PC ou pode ter uma versão mais antiga. Mesmo que tenha o BrOffice instalado, o arquivo pode apresentar algumas distorções, por questões de compatibilidade. Um documento .pdf deixa as imagens e tipos de fonte intactos, independente das condições do sistema do usuário.
25 - Por questões de segurança, mantenha a webcam e o microfone desligados quando não estiver usando. Isso porque você pode, sem querer, liberar o acesso à câmera, ao confirmar a solicitação do Adobe Flash. Além disso, na pior das hipóteses, uma falha crítica no plugin poderia comprometer sua privacidade ao permitir que a câmera monitorasse o ambiente e enviasse os vídeos sem seu consentimento para um servidor web de um espião.
26 - Ao fazer compras pela Internet, dê preferência pelo pagamento no boleto bancário, pois, na maioria das vezes, ganha-se um bom desconto. Pagar com o cartão de crédito pode ser mais prático, porém é menos seguro, porque os dados podem ser interceptados por terceiros se a conexão não estiver criptografada; os dados podem ser roubados por um spyware, se o computador já estiver infectado; pode ocorrer um transação duplicada. Nunca faça compras pela Internet em computadores promíscuos (computadores de lan house, que todos usam) e caso prefira usar o cartão, compre apenas em lojas conhecidas e certifique-se de que o PC está seguro.
27 - Não dá pra falar em Internet sem falar em browser web. Sabia que um navegador pode influenciar no tempo de carregamento das páginas? Sabia que pode influenciar na segurança do computador? Use um navegador eficiente, como o Mozilla Firefox ou o Google Chrome. Ambos seguem os padrões web, são altamente personalizáveis, seguros e facilitam surfar na rede.
28 - Perca o hábito de xingar palavrões na web, ainda que seja em um ambiente descontraído. Palavras de baixo calão só mostram falta de respeito com as outras pessoas. Quando você estiver com muita raiva de alguma coisa, saia do computador até que esteja com a cabeça fresca. Se ofender alguém, corre o risco de ser punido de verdade.
29 - Odeia políticos? Odeia gays? Odeia carnaval? Odeia o Justin Bieber? Odeia Bill Gates? Você tem o direito de odiar o que você desejar, mas não exponha sua opinião em redes sociais de forma grosseira, a menos que queira conquistar novos inimigos, bem como correr o risco de ter sua conta suspensa pelo site.
30 - De uns tempos pra cá, começou uma moda tal que a primeira pessoa que comenta em um post de um blog escreve "first". Às vezes, o indivíduo nem mesmo leu o artigo e vai logo na seção de comentários para mostrar que foi o primeiro a participar. Isso é ridículo. Coisa de quem não tem nada o que fazer.
31 - Diferente do que muita gente costuma dizer, o Google não é um deus, não tem poderes sobrenaturais, não é mágico. O buscador "descobre" as páginas por meio de links em outros locais da web e também por intermédio do webmaster, que pode preencher um formulário de indexação de conteúdo. As páginas que você encontra numa pesquisa não pertencem ao Google. O Google não é dono da Internet, apenas se encarrega de localizar e ordenar as páginas da Internet por relevância, de acordo com o termo buscado. Se o Google indexar ou armazenar um cópia cache de uma página indevida que pertença a você, solicite a remoção através do serviço conhecido Google Webmaster. Saiba que quem tem o controle sobre o que deve ser mostrado nas buscas é o próprio dono site.
32 - Após muito tempo navegando pela net, você encontra dezenas de links interessantes. Para não perder tempo decorando todos os endereços, adicione a página aos favoritos do seu navegador, de acordo com alguma categoria específica, como "vídeos", "músicas", "chats", "fóruns", "lojas", "blogs", "compras coletivas", etc. E, periodicamente, faça uma cópia (backup) da lista de favoritos em uma mídia externa, para evitar surpresas desagradáveis, como HD queimado, vírus, apagamento acidental, etc.
33 - Nas redes sociais, procure adicionar apenas pessoas que você conhece pessoalmente. Ajuste as configurações de privacidade, de modo que apenas gente conhecida possa ter acesso às suas fotos, aos seus recados. Não faça como alguns, que querem ostentar uma lista com milhares de "amigos", mesmo que seja composta por estranhos. Prefira qualidade à quantidade. É melhor três amigos reais, do que cem mil desconhecidos.
34 - Crie uma conta de e-mail especialmente para receber newsletters, para se cadastrar em sites desconhecidos, para se cadastrar em listas de e-mails (mail lists), grupos de discussão (newsgroups), enfim, para receber possíveis mensagens indesejadas - spam. Melhor ainda, tenha um e-mail para cada finalidade: trabalho, pessoal, amigos, eventos, etc.
35 - O Yahoo! Respostas, para quem não sabe, é um site pioneiro de perguntas e respostas, criadas pelos próprios usuários. À medida que você participa, ganha pontos que só servem para criar uma competição e estimular mais pessoas a se juntarem à comunidade. Uma dica é: não fique viciado em ganhar pontos. Responda apenas às perguntas que forem do seu conhecimento. Não escreva coisas como "não sei", "que pergunta idiota", ou "campanha ganhei 2 pontos por não responder nada". A proposta do YR é partilhar informações de modo bem descontraído entre as pessoas. Pontos não servem para nada, mas a satisfação de poder dar uma resposta útil não tem preço.
36 - Tente instalar o mínimo de complementos (addons) para seu o navegador, pois as extensões podem tornar a navegação mais lenta, além de poder comprometer sua privacidade em certos casos. Quando uma extensão não estiver em uso já há um tempo, considere desativá-la. Temas também são dispensáveis.
37 - Se não pretende participar de uma rede social, não reserve nomes de usuário apenas para evitar que alguém se passe por você, exceto se for considerado famoso. Isso acaba prejudicando outras pessoas, que são obrigadas a inserir underlines e números no login.
38 - Todas as formas de spam são abominadas pela maioria dos internautas. Então, no Twitter, não envie mentions, como: "Ei @fulano, leia meu artigo http://bit.ly/abcd". Dependendo do número de blocks que você levar, sua conta pode ser suspensa em pouco tempo. Se quiser conquistar a confiança de outras pessoa na rede, poste tweets úteis. Só assim vai conseguir seguidores para ler suas matérias.
39 - Se você comprar um e-book (livro digital, geralmente no formato PDF), não espalhe o arquivo na Internet. Fazendo isso, você estará prejudicando o autor do conteúdo e, consequentemente, vai desencorajá-lo a lançar futuros materiais. Da mesma forma, se comprar um DVD, por exemplo, nem pense em publicar o filme na web, pois isso é pirataria. Se gostou de alguma coisa que comprou, simplesmente indique ao seus amigos.
40 - Para não viciar na Internet, faça o seguinte, antes de se conectar: primeiramente defina quanto tempo você pretende ficar online e marque no cronômetro. Então, liste, no bloco de notas do Windows, ou mesmo em um pedaço de papel, todas as atividades que pretende fazer, de forma ordenada, como checar e-mails, responder tweets, etc. Depois acione o cronômetro e vá executando as tarefas passo-a-passo, evitando se distrair com links externos. Ao terminar, desligue imediatamente o computador.



Como Navegar na Internet Sem Deixar Rastros


Você certamente já passou por uma situação em que precisou pesquisar algo na internet que gostaria que ninguém descobrisse: procurar por um novo emprego, buscar um advogado de divórcio, pesquisar uma condição médica ou até mesmo comentar sobre questões políticas sensíveis. Ou talvez você esteja apenas usando uma rede pública em um hotel ou café e quer que seus dados sejam protegidos. Mas como fazer com que sua navegação não fique no histórico para que outros controlem o que você está fazendo na web?
Em se tratando de privacidade online, existem dois fatores que importam. O primeiro é o anonimato: como fazer com que as pessoas não saibam os sites que você está visitando. A segunda é a como fazer com que as pessoas não descubram as informações que você envia. Dependendo das circunstâncias, você pode se preocupar com um ou ambos os fatores. Proteger seu histórico de navegação em seu computador pessoal é mais simples do que parece. Todos os principais navegadores tem uma opção de navegação privada, que exclui arquivos temporários da internet e não deixam o histórico de navegação gravado no computador. Depois de fechar a janela do site, ninguém mais será capaz de ver os sites que você visitou. Como navegar sem deixar rastros em cada navegador:
• Chrome – Clique na chave na extrema direita superior da tela, e em seguida selecione “Nova janela anônima”.
• Firefox – Clique em “Ferramentas” e “Iniciar navegação privativa”.
• Internet Explorer – Clique no botão “Segurança” e selecione a opção “Navegação InPrivate”.
• Safari – No canto superior direito da tela, clique no menu Ação, e em seguida clique em “Navegação Privada”.
Alguém com más intenções pode instalar um programa de key-logger no seu computador para rastrear tudo o que você digita – o que a navegação privada não protege. Por isso, um antivírus que remova qualquer programa de rastreamento de teclado é essencial em qualquer computador. Esses recursos vão manter seu histórico limpo no computador, mas não impedem que um empregador ou governo mantenham o controle do que você visitou na rede. Além disso, os sites que você visita mantém registrado seu endereço de IP, e podem fornecer informações suas para outras pessoas para fins de monitoramento ou publicitários.
Escondendo o IP
Alguns servidores gratuitos podem manter você anônimo na internet, como o Anonymouse.org ou HideMyAss.com. Eles agem como intermediários entre você e os sites que você visita, pois o seu endereço de IP fica escondido. No entanto, o próprio servidor pode reconhecer seu IP e por onde você navegou, e esses dados podem ser entregues a terceiros. Além disso, alguns desses servidores anônimos gratuitos são criados por hackers para roubar seus dados pessoais. Portanto, cuidado!
Tor
Para mais proteção anônima, você pode ainda usar o Tor, uma rede livre de código aberto originalmente desenvolvido para proteger as comunicações do governo norte-americano. Recomendado pela organização de defesa da privacidade da Electronic Frontier Foundation (EFF), o servidor Tor funciona com o Firefox e pode ser ligado ou desligado, dependendo de quando você precisa de anonimato. O Tor funciona distribuindo seu tráfego através de uma série de servidores operados por voluntários ao redor do mundo, antes de enviá-lo ao seu destino. Isto torna o programa muito eficaz para esconder o seu endereço de IP. Mas como nem tudo é perfeito, o Tor também tem limitações. Inicialmente porque o Tor pode ser bastante lento, por causa do grande número de servidores em que os dados passam. Além disso, especula-se que várias agências governamentais e grupos de hackers operam servidores de saída do Tor para coletar informações de usuários.
Rede Privada Virtual
Para uma conexão mais segura, a Rede Privada Virtual (Virtual Private Network – VPN) é uma solução. O servidor cria uma conexão criptografada para todo o tráfego entre o computador e o servidor VPN. O seu endereço de IP não é transmitido para os sites que você visita, para manter o anonimato. VPNs também protegem suas informações em redes públicas de hotéis e lanchonetes. E ao contrário de serviços gratuitos como o Tor, os VPNs cobram uma taxa que permite muito mais velocidade. As redes Witopia e StrongVPN tem pacotes a partir de R$ 100 por ano. VPNs ainda partilham de alguns dos mesmos inconvenientes dos outros serviços. Se a sua VPN mantém registros de tráfego, esses dados podem ser entregues a terceiros com base em uma ordem judicial, mostrando os sites que você visitou. Mas os dados que você envia para sites externos não serão criptografados se você estiver usando uma conexão segura.


Crianças se Encontram com Estranhos da Internet


Os pais precisam aprender a ficar de olho no que seu filho faz na internet, pois uma assustadora taxa de 20% de crianças se encontrou com pessoas estranhas que conheceu na internet.. E 25% das crianças de 8 a 12 anos ignoram as restrições de idade no uso dos sites de redes sociais como o Orkut. O estudo foi feito no Reino Unido pesquisou 1.030 pais e mães e mil crianças e descobriu também que três em cada quatro pais e mães verificavam o que seus filhos faziam na internet. A empresa Garlik também descobriu que um quarto dos pais e mães pesquisados disseram que verificam freqüentemente o perfil de seus filhos em sites sociais para verificar se eles são estão fazendo amizade com estranhos. Nove em cada dez pais e mães pesquisados conversaram com seus filhos sobre os perigos dos sites de redes sociais e 58% disseram estar mais vigilantes atualmente do que um ano atrás. Mais de 25% de crianças entre 8 e 15 anos disseram que têm estranhos como amigos nas redes sociais e 20% chegaram a se encontrar com estranhos que conheceram na internet. Cerca de 66% das crianças colocaram informações pessoais em seus perfis como escola que freqüentam, número do telefone celular, etc. As crianças tendem a ser menos discretas com seus dados pessoais do que as pessoas mais velhas e sagazes. Isso não é necessariamente um problema se eles vivem em um ambiente online relativamente controlado, mas quando eles entram em um ambiente em que se misturam com pessoas bem mais velhas, isso é algo para se tomar muito cuidado, disse Tom Ilube, CEO da Garlik. Portanto aprenda o que fazer para ficar de olho no que seu filho tem feito na internet.


Pagina da Internet Bloqueada


Atualmente centenas de empresas com vários funcionários estão utilizando a internet como meio de serviço e como todo mundo sabe a internet é o meio de comunicação que permite a seus usuários diversas coisas e uma delas é o acesso a site de sexo, sala de bate-papos, Orkut, MSN, sites de relacionamento, site de jogos, sites de download de arquivos, sites de diversão entre outros. Mas, se você utiliza a internet como meio de trabalho em sua empresa e deseja bloquear o acesso a estes tipos de sites, veja aqui como realizar isso. Muitas empresas perdem muito dinheiro com a queda da produtividade de seus funcionários quando o acesso a internet é de forma livre, pois mais de 70% do tempo que eles gastam na internet são para a diversão e até mesmo para assuntos pessoais e a única solução que os donos das empresas encontrar é bloquear o acesso a sites citados a cima. Este problema também é encontrado em escolas, universidades, cursos e faculdades e até mesmo dentro da nossa própria casa, pois os pais estão se preocupando com a segurança dos seus filhos na internet, pois se tiverem um acesso livre na internet estarão correndo o risco de terem contato com conteúdos impróprios para a sua idade. Para resolver este problema há vários softwares na internet que foram criados para bloquear e até mesmo monitorar o acesso a determinados conteúdos na internet. Um dos softwares mais utilizados é o Web Blocke. O software apresenta uma versão gratuita, onde é possível gerenciar o uso da internet tanto na sua casa como na sua empresa, onde com apenas alguns cliques você pode bloquear sites através do conteúdo, domínio ou URL. Você pode bloquear o que achar necessário. É possível também bloquear o acesso a pendrives, câmeras, equipamentos com entrada USB, MP3 e MP4. Você também pode estabelecer regras de acesso a qualquer programa do Windows e ainda estabelecer um horário para o acesso no caso de crianças. Não tenha mais perca de dinheiro por culpa de funcionários que não sabe separar o horário de trabalho com o horário de diversão e ainda trabalhe tranqüilo, sem medo do que seus filhos estão acessando na internet enquanto você está fora.


Como Manter Seus Filhos Seguros na Internet


As crianças andam assumindo muitos riscos na internet enquanto a maioria dos pais parece não perceber isso. Mas se você que pretende mudar este quadro, poderá encontrar à seguir diversas dicas para a segurança das crianças na internet. Primeiramente você precisa fazer seu filho entender que assim como você, para sua própria segurança, não o deixa ir sozinho em qualquer lugar, ele também precisa prestar contas dos lugares que visita na internet. Assim como no mundo real existem perigos, estes também estão presentes no mundo virtual. Se sites de redes sociais e fóruns como o Orkut e Facebook tem idade limite para seus usuários se registrarem, os pais devem ser os primeiros a orientar que estes limites sejam respeitados. As crianças que já estão nas redes sociais devem saber que os próprios precursores destas redes afirmam que nunca adicionam como amigos pessoas que não conhecem no mundo real. Essa deve ser uma regra adotada para todas as crianças que usam o computador ou smartphones. Os programas de mensagem instantânea também devem ser incluídos nesta norma. Não se deve adicionar alguém simplesmente porque recebeu um convite. Manter o olho no perfil do Facebook de seu filho com freqüência também é fundamental. Para os pais mais vigilantes, outra possibilidade, é instalar um software que controle ou grave o que a criança faz durante o tempo que passa online. Mas para não haver quebra de confiança entre pais e filhos seria importante que a criança soubesse disso e que essa vigilância é para o seu bem e não para invadir sua privacidade. Não é aconselhável que menores de idade tenham um computador no próprio quarto ou em algum lugar privado onde possam trancar a porta, por exemplo. O Windows possui nativo o “Controle dos Pais”, uma opção de controle que limita vários aspectos do uso do computador pelos filhos como horários, sites, jogos e programas. Outros programas podem ser baixados separadamente. Nenhuma destas técnicas substitui uma conversa franca sobre os riscos de se expor na internet, que todos os pais deverão em algum ponto ter com seus filhos. E reforçá-la de tempos em tempos. Dialogue numa boa sobre as consequências de fazerem vídeos ou fotos de si mesmos nus via internet ou celular. Dê exemplos da mídia do que pode ocorrer nestes casos. Pergunte o que acham que aconteceria quando uma foto destas fosse compartilhada entre todos seus amigos da escola e como seria virtualmente impossível de fazê-la desaparecer da internet.


Cada vez mais jovens sentem dores e lesões causadas pela tecnologia


Não é novidade que os jovens usam cada vez mais tecnologias. Também não é novidade que todo esse tempo gasto em frente às telas pode trazer malefícios. Mas o que é surpreendente são os números descobertos em uma nova pesquisa: mais de 50% dos estudantes universitários disseram que já sentem dores atribuídas ao computador. Em 2009, relatórios indicavam que lesões músculo-esqueléticas eram as responsáveis por 29% de todas as lesões e doenças que exigiram licença do trabalho em 2008. Com o uso cada vez mais irrestrito da tecnologia, o risco à saúde das pessoas também começa cada vez mais cedo. Crianças, adolescentes e jovens adultos já estão reclamando de desconforto músculo-esquelético, incluindo dores nas costas, pescoço e ombro. Durante um estudo com estudantes universitários, um em cada sete disse que tem dor após trabalhar em um computador por apenas uma hora. Os pesquisadores acreditam que uma das muitas razões pelas quais as pessoas sentem desconforto em várias partes do corpo durante o uso da tecnologia é porque os computadores não estão configurados corretamente. Por exemplo, os laptops têm mouse embutido (touchpad), mas os cientistas recomendam o uso de mouses externos. Quando uma pessoa usa o mouse do notebook, se coloca em uma posição desconfortável, com o braço cruzando o corpo, ao invés de relaxado ao seu lado. Também, dependendo de como uma pessoa posiciona a mão (com 1 a 3 dedos) no teclado, os tendões de um dedo podem ser constantemente alargados, o que pode colocar uma pressão sobre os músculos e articulações. Então, durante um período prolongado de tempo, desconforto nos ombros, braços, pulsos e dedos podem se desenvolver. Além disso, a maioria das pessoas descansa o pulso na borda do notebook para usar o mouse touchpad. Isso é chamado de estresse de contato e pode colocar pressão sobre os músculos, nervos e vasos sanguíneos do pulso. Segundo os pesquisadores, o acréscimo de acessórios como mouse, teclado e objetos que levantem o laptop ajuda na postura. Porém, o mouse do computador é muitas vezes culpado pelo risco aumentado de desordens músculo-esqueléticas, como a síndrome do túnel do carpo, caracterizada pela pressão do nervo, e que causa dormência, formigamento, fraqueza e lesão muscular na mão e nos dedos. A síndrome do túnel do carpo é resultado da extensão do punho e da força excessiva aplicada na ponta dos dedos para pressionar o botão do mouse. Um monte de estresse também é colocado no antebraço, principalmente quando o mouse externo é usado incorretamente. Porém, é melhor usar o externo. Além disso, o mouse deve ficar na altura do cotovelo e posicionado ao lado do teclado, não muito longe. Se um monitor de computador não está posicionado corretamente, também pode levar a vários tipos de lesão crônica para os usuários. Os monitores de computador frequentemente são posicionados baixo demais, o que pode deixar o pescoço do usuário em um ângulo ruim, e com a parte superior das costas inclinadas. Nessa posição, o estresse sobre a coluna vertebral aumenta significativamente, o que também causa fadiga muito mais cedo em um dia de trabalho. Também há quem costuma avançar sobre o computador para ver melhor a tela. Os monitores devem ser posicionados em frente a um braço de distância e perpendicular a uma janela para evitar reflexos na tela. Enquanto isso, os monitores de grande porte que têm maiores ícones e símbolos mantêm os olhos no ângulo certo e dão uma postura mais ereta ao corpo. Muitas pesquisas mostram que há maneiras de evitar certos desconfortos. Por exemplo, crianças e adultos que são mais ativos são menos propensos a sofrer de dores devido ao uso de tecnologia. Da mesma forma, os pesquisadores acreditam que os usuários devem pensar em si mesmos como atletas cada vez que usarem um computador ou dispositivo de tecnologia. É como um jogador de futebol que tem que aquecer antes do jogo. Levantar-se de um computador e andar a cada duas ou três horas é um bom começo. Alongamentos diários para prevenir complicações físicas são o ideal. Para alongar os punhos e prevenir doenças como a do túnel do carpo e a tendinite, os especialistas aconselham juntar as palmas das mãos (dedos apontados para o teto) e empurrar os calcanhares das mãos em direção ao chão, segurando por 15 segundos. Depois, coloque as palmas das mãos juntas com os dedos apontados para o chão e empurre os calcanhares das mãos em direção ao teto. Para esticar o pescoço, você pode inclinar a cabeça para a esquerda e segurá-la por 15 segundos, e depois à direita pela mesma quantidade de tempo. Ainda existem outros alongamento para diferentes trechos das costas e mãos. Essas e outras dicas podem ser lidas no site blogs.bu.edu / kjacobs (em inglês).


SIGA-NOS


VOLTAR A PAGINA TECNOLOGIA


ASSUNTOS DA PAGINA






Banner 16 OFF - 300x250


 

Leia Mais:
Voçê também pode gostar:



June 09, 2006

Donec nulla est, laoreet quis, pellentesque in, congue in, dui. Nunc rhoncus placerat augue. Donec justo odio, eleifend varius, volutpat venenatis, sagittis ut, orci. Read more…


June 06, 2006

Donec nulla est, laoreet quis, pellentesque in, congue in, dui. Nunc rhoncus placerat augue. Donec justo odio, eleifend varius, volutpat venenatis, sagittis ut, orci. Read more…


June 02, 2006

Donec nulla est, laoreet quis, pellentesque in, congue in, dui. Nunc rhoncus placerat augue. Donec justoodio, eleifend varius, volutpat venenatis, sagittis ut, orci. Read more…



June 09, 2006

Donec nulla est, laoreet quis, pellentesque in, congue in, dui. Nunc rhoncus placerat augue. Donec justo odio, eleifend varius, volutpat venenatis, sagittis ut, orci. Read more…


June 06, 2006

Donec nulla est, laoreet quis, pellentesque in, congue in, dui. Nunc rhoncus placerat augue. Donec justo odio, eleifend varius, volutpat venenatis, sagittis ut, orci. Read more…


June 02, 2006

Donec nulla est, laoreet quis, pellentesque in, congue in, dui. Nunc rhoncus placerat augue. Donec justoodio, eleifend varius, volutpat venenatis, sagittis ut, orci. Read more…



Share